PÚBLICO ALVO de uma empresa de bolinhos no pote

Definir nosso público foi uma das tarefas mais difíceis, já que todo mundo come bolo e, consequentemente, poderia comprar os bolinhos.

Quando a empresa foi “lançada” em outubro de 2015, todo mundo achou fofa essa história dos bolinhos.

No fundo eu sempre quis um negócio, não uma coisa bonitinha. Só que só descobri isso quando o negócio começou a se estruturar, a cada bola fora que se dava.

Primeiro veio a venda para pessoa física: o pessoal do interior gosta de se ajudar, todo mundo se conhece, então quando a empresa foi divulgada no face, uma galera quis comprar. A cada visitava à família, cerca de 500 bolinhos iam pro interior.

DSC05636
Reparem o naipe dos potinhos que se vendia os bolinhos no início.

Depois veio a tentativa com cerimonialistas, eventos sociais e um atira atira para todos os lados, assim, sem mais nem menos. Qual cerimonialista colocaria em uma festa um potinho furréco desses?

DSC05893

Como o bolinho era muito barato (para que as pessoas comprassem e tivesse visibilidade), não sobrava muito dinheiro para o monte de ações que se planejava. Então nada foi muito consistente no início.

Depois de um tempo, o pote mais básico que passei a vender foi os de acrílico, as cerimonialistas começaram a me dar bola =)

14199635_615886638593698_946495299658633610_n

Bastante tempo sem resultado que eu queria, fui atrás de um help mais profissional, consultorias em diversas áreas e uma coach me ajudou a organizar a vida pessoal e profissional de forma separada. Levo isso pra mim até hoje.

Essa ajuda de profissionais foi o momento mais importante, talvez o mais desafiador: direcionar o negócio para um lado que até então tinha insegurança para vender.

Chega o momento de analisar o que deu certo, o que não deu, aplicar melhorias, controle das finanças e metas a curto, médio e longo prazo.

Hoje tudo são planilhas e rabiscos organizados =).

NOSSO PÚBLICO:

A empresa só vê mesmo um lucro significativo quando o volume de cada venda é bem grande, ou seja, nosso foco hoje é na prospecção de grandes empresas e indústrias: 300, 500, mil, 3 mil funcionários.

A estratégia comercial com os bolinhos é simples, uma mistura de online com offline e em 93% dos casos acerta em cheio o alvo e a venda é automática.

prospecção_empresas
Nos próximos artigos teremos mais um pouquinho sobre os bolinhos: um negócio tão doce quanto estratégico =).

Até!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s